Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Othelino Neto condena excessos em manifestações

21 de maio de 2014 : 20:00

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) disse, na sessão desta quarta-feira (21), que os protestos que se intensificam em avenidas de São Luís e em BRs do Estado são legítimos e os manifestantes têm todo o direito de reivindicar, mas devem evitar os excessos nas ações para que o restante da população não seja prejudicado, principalmente com as interdições.

“Não se pode considerar interditar uma avenida, uma rua como um ato normal, corriqueiro, porque, ao passo que se faz uma reivindicação e se consegue chamar a atenção da sociedade, isso diz respeito a direitos de milhares de pessoas que não conseguem ir ao seu trabalho, as suas casas, buscar seus filhos na escola, porque as avenidas, BRs e ruas estão interditadas”, disse Othelino Neto.

Othelino Neto reiterou que todos têm o direito de se manifestar livremente e que a sociedade quanto mais estiver mobilizada, quanto mais não aceitar calada determinadas situações, tem que se manifestar de forma democrática, mas sem excessos e banalização.

“Nós precisamos ter responsabilidade. As manifestações são legítimas e aqueles que se sentem incomodados por falta de políticas públicas devem se manifestar, mas não se deve banalizar isso, com interdições diárias de avenidas e até mesmo de BR’s”, destacou Othelino.

O deputado citou o que aconteceu na semana passada, quando milhares de pessoas não conseguiam entrar e nem sair de São Luís, porque a BR-135 estava interditada e ressaltou que está fazendo uma avaliação sobre os excessos que estão gerando incômodos mais diversos à população. “Eu vi um motorista de van, no município de Zé Doca, na sexta-feira passada, dizer que veio a São Luís trazer passageiros e que ficou oito horas parado na entrada da cidade com crianças no carro e mães muito aperreadas porque não conseguiam entrar na capital”, relatou.

Preocupação com os excessos

O deputado destacou ainda que a procuradora-geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, também vem manifestando preocupação com as consequências dos excessos nos protestos. Ela está exigindo dos gestores públicos estaduais e municipais, em São Luís, medidas que garantam a mobilidade da população e a integridade do patrimônio público, mesmo em dias de manifestação.

“Quero frisar que a análise que faço nem de longe é desestimulando as manifestações de rua que, repito, acho todas legítimas. Mas temos que chamar a atenção das autoridades, porque não se deve vulgarizar, não se deve banalizar a interdição de estradas, de BRs porque, ao reivindicar um direito, tira-se o direito de outros cidadãos que querem ir e vir”, frisou Othelino Neto.

O parlamentar disse que sugere essa avaliação até para que as autoridades, seja o Governo do Estado, a Prefeitura ou o Ministério Público, possam analisar como lidar com esse tipo de manifestação que tira o direito das pessoas de andar livremente, não só em qualquer cidade, mas também nas BRs, no Maranhão e no Brasil a fora.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>