Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Estudantes da Casa Estudantil Feminina se transferem para Residência Universitária da UFMA

21 de abril de 2014 : 09:36

As 33 estudantes da Universidade Federal do Maranhão que residiam no Lar Universitário Rosa Amélia Gomes Bogéa (LURAGB), no centro de São Luís, mudaram para a residência universitária que fica dentro da Cidade Universitária do Bacanga. A mudança começou às 6 horas, com o auxílio de uma empresa prestadora de serviço da UFMA que transportou os pertences das estudantes num caminhão-frete da própria instituição para o prédio onde vão morar, a partir de agora, até a conclusão da residência estudantil, conforme acordo mantido entre a administração superior da instituição, o Ministério Público e os representantes estudantis.

A UFMA concedeu todo o apoio, infraestrutura e logística para que tudo acontecesse de forma tranquila e rápida. À proporção que o caminhão chegava à nova residência estudantil as moradoras organizavam os seus pertences nos seus novos quartos. Essa divisão, segundo a Pró-Reitora de Assistência Estudantil da UFMA, Cenidalva Teixeira, que acompanhou pessoalmente todo o processo, foi feita por elas. “Nós desenhamos um croqui da casa, para fazer o mapeamento e divisão das alas, uma vez que na residência, irão agrupar tanto as meninas do LURAGB quanto os meninos da CEUMA. Toda a divisão dos quartos e compartimentos foram feitos na presença dos moradores”, afirmou.

A estudante do Curso de Artes Visuais e coordenadora da residência feminina, Anacleta Cordeiro, ficou feliz pela mudança uma vez que, na nova residência, haverá mais segurança, principalmente para aquelas que estudam no período noturno. Além da mudança, houve também a implantação de um novo regimento interno, em substituição ao antigo e que foi elaborado pela Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (PROAES), juntamente com os moradores das quatro casas (REUFMA, CEUMA, LURAGB e Centro Guaxenduba). “Com a criação da PROAES o atendimento está bem melhor, porém ainda não podemos avaliar o processo, visto que a pró-reitoria é recente, mas esperamos que ela faça o melhor para todos os estudantes da Universidade”, declarou.

Para garantir mais segurança e conforto para os moradores, a instituição adquiriu equipamentos e utensílios domésticos como beliches, travesseiros, panelas, sofás, armários de parede, uma geladeira, além de ventiladores novos. O prédio está equipado com sistema de anti-incêndio, salas de apoio, cozinha com fogão industrial e, aproximadamente 28 quartos, para comportar de dois a cinco moradores conforme o tamanho e a localização. Além disso, a Pró-Reitora Cenidalva Teixeira providenciou 80 kits compostos por pratos, copos e talheres (colher, garfo e faca), que foram entregues, inicialmente, às 33 estudantes. O restante será entregue aos meninos quando eles se mudarem, e para os demais moradores que ainda chegarão. “Nosso objetivo é aumentar o número de vagas para atender o maior número de estudantes possível, ou seja, cerca de 80 moradores”, explicou.

Na oportunidade, a pró-reitora entregou a cada uma das moradoras, uma chave da porta principal da casa. “Assim que os estudantes residentes na casa CEUMA se mudarem, daremos o mesmo tratamento a eles: entregaremos o kit e a chave a cada um, conforme tem sido acordado entre a pró-reitoria e o grupo. Esta pró-reitoria foi criada para a assistência estudantil, ou seja, para assistir a todo o corpo estudantil da nossa Universidade”, enfatizou. A mudança dos acadêmicos que residem na casa CEUMA está prevista para acontecer no dia 26, sábado. Já a dos moradores do Centro Guaxenduba que possuem quatro estudantes, ainda não foi determinada. Os moradores da REUFMA permanecerão no seu local de residência atual, já que o prédio é de propriedade da UFMA e, com isso, tem toda a autonomia para realizar obras e melhorias em sua estrutura.

2 comentários em “Estudantes da Casa Estudantil Feminina se transferem para Residência Universitária da UFMA”

  1. Anonymous

    6 anos atrás  

    Pense numa putaria que isso vai ser.

  2. Anonymous

    6 anos atrás  

    Fruto de reivindicação dos estudantes.
    Quanto ao comentário acima: Não pense que o ambiente universitário é um filme de American Pie.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>