Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

PT e PMDB ficam bem próximos de reeditar aliança no Maranhão

11 de março de 2014 : 07:39

Agência Brasil – Com edição

É tudo alegria entre Dilma e os Sarneys, aliança deve ser confirmada
A formação das alianças regionais entre o PMDB e o PT para as eleições de outubro foi o principal assunto no encontro de segunda-feira (10), entre a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer e os líderes do PMDB na Câmara dos Deputados e no Senado. E claro o assunto, Maranhão, estava na pauta e o que ficou acertado é que a aliança deve ser reeditada novamente em 2014.

As duas legendas trabalham para manter o máximo de alianças possíveis no próximo pleito eleitoral. O presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), que participou do encontro, disse que a presidente Dilma acenou com a possibilidade de o PT abrir mão de candidatura própria ao governo de seis estados – Maranhão, Goiás, Alagoas, Paraíba, Tocantins e Rondônia – em prol do PMDB, em uma tentativa de melhorar a relação entre os dois partidos.

Olha, tem mais estados aí que dá para conversar. O PT só tem candidatos fixos, se não me falha a memória, em 13 estados. Fora esses aí, [há outros que] estão abertos para o diálogo, para a discussão, para o entendimento, para as alianças. E o partido preferencial é o PMDB, assim como o partido preferencial nas alianças do PMDB é o Partido dos Trabalhadores”, enfatizou Raupp.

De acordo com o senador, nas eleições de 2010, o PT e o PMDB estiveram juntos em mais de dez estados e agora podem renovar o acordo. Além disso, o presidente do PMDB disse que não vê risco de racha na aliança nacional para reeleição da presidenta Dilma Rousseff. No entanto, qualquer aliança só será oficializada nas convenções partidárias, que ocorrerão a partir de 10 de junho.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>