Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Partidos nanicos querem eleger pelo menos quatro deputados federais

10 de março de 2014 : 11:53

PSL, PRP, PRTB, PMN, PHS, PTN, PSDC e PEN vem buscando costurar uma grande aliança para a disputa de deputado federal deste ano, a qual pretende eleger até 4 parlamentares. Todos estes partidos compõem a básica governista, por isso a facilidade de manter a conversa, que se encaminha muito bem. Ainda pode entrar nessa lista o PTdoB do deputado federal Lourival Mendes, mas as negociações até agora não avançaram.

Chico Coelho é considerado um dos
mais fortes para a disputa de federal

Somando a votação de todos esses partidos, idealizadores dessa aliança, dizem que eles podem chegar a uma votação de 900 mil votos, porém não é isso que mostram os números da eleição de 2010, por isso a pretensão de eleger quatro deputados federais chega a ser um plano muito audacioso, algo mais realista estaria na faixa de dois eleitos.

No entanto dessa vez, os nanicos têm nomes de muita expressão, tanto que alguns já são apontados como favoritos: Chico Coelho (PSL), ex-prefeito de Balsas; Júnior Marreca (PEN), ex-prefeito de Itapecurú; Ildon Marques (PMN), ex-prefeito de Imperatriz; Márcio Coutinho (PRP), advogado da família Lobão; André Fufuca (PEN), deputado estadual. Ainda existem outros que correm por fora como o do presidente da Câmara Municipal de São Luís, Isaías Pereirinha (PSL) e o ex-vereador Severino Sales (PRP).

Por conta de sua articulação a frente da Famem, Júnior
Marreca é um franco favorito na chapinha governista

Vale ressaltar que ainda é indefinida a situação de Ildon Marques, que pode ser considerado “ficha suja” e assim ficar fora da disputa. Porém os nomes já apresentados por estes partido nanicos, caso consigam corresponder a expectativa, existe uma grande possibilidade de elegerem pelo menos dois.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>