Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Lobão Filho confirma que foi convidado para disputar vaga de senador pelo PMDB

9 de março de 2014 : 10:58

O Imparcial

“Confirmo que fui sondado para disputar a vaga de Senador”, revelou com exclusividade a reportagem de O Imparcial, Lobão Filho (PMDB). Filho do ministro de Minas e Energias, Edison Lobão (PMDB), ele atualmente ocupa a vaga do pai no Congresso por ser seu suplente, mas a partir de 2015, ele pode ter uma vaga definitiva, caso a articulação política lhe conduza para a eleição deste ano e consiga obter a vitórias nas urnas em outubro. O caso chega a gerar uma curiosidade, um senador vai no cargo vai buscar a eleição e não uma reeleição.

O nome de Lobão Filho, surge por conta da indefinição de Roseana Sarney (PMDB), se renuncia ou não ao cargo. Segundo o presidente do PMDB, João Alberto, a revelação feita pelo senador é verdadeira e que existe uma grande possibilidade da governadora permanecer até o fim do seu mandato no cargo. “Estivemos reunidos esta semana e Roseana disse que seu desejo é de ficar até dezembro”, comentou.

Segundo o senador João Alberto, Roseana deseja ficar no cargo, para que ela possa entregar as centenas de obras que estão em curso no estado, fora o fato de estar pesando o lado familiar, existe um forte desejo da governadora de se aposentar da política e aproveitar o convívio com seus parentes.

Outro ponto que tu poderia estar pesando na decisão de Roseana, é relacionada a dificuldade em encontrar um consenso na sucessão, a qual iria ocorrer através de uma eleição indireta. No entanto essa informação não é confirmada por nenhum do PMDB e que de acordo com o próprio João Alberto, a governadora e o presidente da Assembleia Legislativa vão se reunir nos próximos dias, para que enfim discutam o assunto.

Diretamente interessado nos rumos dessas decisões, Lobão Filho já acompanha de perto, afinal ele passou a surgir como o principal nome para disputar a vaga pelo lado governista. “Já tenho o aval do meu grupo, o João Alberto é um entusiasta da minha candidatura, a Roseana diz que tenho a preferência dela e o Sarney diz que ficou empolgado com a possibilidade do meu nome, então tenho certeza que não há resistência”, disse empolgado.

O clima de empolgação já não é compartilhado por João Alberto, que mantém a cautela, mas confirma o nome do senador. “O Lobão Filho é sim um excelente nome, surgiu com força, mas vamos aguardar a decisão da governadora”, posicionou-se.

É necessário recordar que Gastão Vieira (PMDB) era o nome favorito da governadora para entrar na disputa, mas por conta de uma resistência do Ministro do Turismo, ele abdicou da vaga e está focado em buscar sua reeleição para deputado federal.

Já os deputados estaduais Roberto Costa e Max Barros, apontados como mais próximos da cúpula do PMDB, disseram que acompanham a distância essa articulação, inclusive não sabem dizer como anda a articulação da eleição indireta na Assembleia Legislativa. O vice-presidente do parlamento, chega a comentar, “o assunto esfriou”, antecipando uma possível definição de Roseana.

A governadora, assim como o chefe da Casa Civil, João Abreu (PMDB), foram procurados para comentar o assunto, mas ambos informaram através de suas assessorias que estavam em reunião e não poderiam atender a nossa reportagem.

Contribuição

No contato que manteve com a reportagem de O Imparcial, Lobão Filho não escondeu a empolgação e o desejo de vir a disputar a vaga. “Tenho três anos como Senador, eu posso dar uma importante contribuição para o nosso estado, diz muitos relacionamentos em Brasília, tenho todas condições para ocupar o cargo”, exaltou.

Perguntado como seria conduzida a ocupação de sua vaga de suplente no Senado, caso venha ser eleito, Lobão Filho que esta decisão será exclusivamente do seu pai, uma vez que ele ocupa o ministério de Minas e Energias, e caso ele não retorne a vaga, quem assumiria seria o Pastor Bel, segundo suplente.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>