Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Honorato Fernandes busca articulação nacional para fortalecer sua candidatura a presidente da Câmara de Vereadores

17 de fevereiro de 2014 : 16:22
Honorato Fernandes e Rui Falcão em recente encontro

O Partido dos Trabalhadores tem apenas um representante no parlamento municipal de São Luís, mas isto não impede que o partido venha sonhar com a presidência. Através de uma engenharia política, o vereador Honorato Fernandes (PT), esteve recentemente em conversas com a executiva nacional e do presidente Rui Falcão, ouviu que deseja um fortalecimento da legenda no Maranhão.

Para ganhar força no estado, um dos alvos do partido seria o comando da Câmara de Vereadores e isto seria possível, através de um acordo com o PMDB. Sabedores, que a maior parte dos parlamentares municipais (cerca de 21), seguem orientação do Palácios dos Leões, o PT cogita a possibilidade de barganhar seu apoio a candidatura de Luís Fernando em troca da presidência da Mesa Diretora.

O assunto ainda é comentado de forma discreta por membros do partido, mas eles não descartam essa possibilidade, o próprio Honorato Fernandes, confirma: “pode ser uma possibilidade, podemos sim, discutir com o PMDB, o apoio para uma candidatura a Mesa Diretora”, declarou.

Mas segundo o líder do governo na Câmara Municipal o ideal seria uma chapa única, um consenso entre os vereadores. “Acredito que o dialogo ainda é possível, se chegarmos a um entendimento, um único candidato seria o ideal para a harmonia do parlamento”, comenta.
Fernando Silva, até então presidente do diretório municipal da legenda, acredita ser possível avançar no dialogo dessa discussão. “É possível contar com apoio dos vereadores do PMDB, temos um boa conversa com Helena Duailibe e o Fábio tem uma boa relação com o Honorato”, revela.

Caso se consolide a intenção do partido em entrar na disputa pela presidência da Câmara, a articulação envolvendo a aliança para a disputa de governador deve esquentar e pode se confirmar a reedição da coligação PT-PMDB, além de garantir o fim da hegemonia do grupo de Isaías Pereirinha (PSL), que já está no quinto mandato a frente da Casa e quer chegar ao sexto, lançando o atual vice-presidente Astro de Ogum (PMN).

Quanto a essa disputa, já ficou certo que não terá participação nenhuma do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Tanto que os pré-candidatos Astro de Ogum e Pedro Lucas Fernandes (PTB), também confirmam que o executivo municipal não fará nenhuma intromissão e a discussão será exclusivamente dos vereadores.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>