Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Solidariedade deve ganhar espaço na administração de Edivaldo Holanda Júnior

25 de janeiro de 2014 : 09:26
Se o vereador Estevão Aragão (SDD) ainda não foi convidado para assumir a secretaria municipal Metropolitana, o presidente do partido no Maranhão, o deputado federal Simplício Araújo foi chamado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) e informado que existe espaço para a legenda na administração municipal.
Ida de Simplício e Estevão para o Solidariedade vem
trazendo grande benefícios para os dois parlamentares

Simplício Araújo desde que assumiu a vaga de deputado na Câmara Federal, vem se destacando nacionalmente pela sua atuação, chegando a ser considerado por muitos como o mais atuante e competente da bancada maranhense. Em outubro, ele assumiu o comando do Solidariedade no Maranhão, após divergência com Eliziane Gama no PPS e a tentativa de frustada de obter registro  no TSE do Rede Sustentabilidade de Marina.

Aliado de primeira hora, o prefeito quer valorizar o Solidariedade e o deputado federal, tanto que ofereceu a Simplício uma secretaria, a Metropolitana, que estava desativada e que no governo de João Castelo (PSDB), foi ocupada pelo deputado estadual Othelino Neto (PCdoB). Simplício tem como preferência permanecer no Congresso e mesmo que assumisse, até abril teria que entregar o cargo, portanto não faria sentido assumir, porém o vereador Estevão Aragão é o mais cotado, mas existe a necessidade de acertos para que o nome seja anunciado.
Batista Matos vive a expectativa de voltar em breve
para a Câmara Municipal
Estevão nega qualquer negociação. Ele disse que já ouviu falar no assunto, mas que nunca foi procurado pelo prefeito para tratar algo e que também um possível aceite, vai depender de uma conversa com o suplente Batista Matos (PPS).
Simplício não fala sobre o assunto, mas interlocutores da prefeitura, garantem que o convite já foi feito ao Solidariedade, cabendo apenas ao deputado federal, o vereador, o suplente e o prefeito um acordo. A intenção é colocar Batista como “cão de guarda” da prefeitura na Câmara Municipal.
Apesar da proximidade de Batista com Eliziane Gama (PPS), essa postura não seria externada no parlamento municipal, uma vez que ele seria um grande defensor da gestão de Edivaldo. Dessa forma Matos, garantiria sua permanência no legislativo, quem sabe até abril de 2016.
A articulação acaba sendo boa para todo mundo. O Solidariedade que vai ganhando volume, Simplício que mostra ter força na administração municipal, Estevão que terá uma secretaria para ajudar na eleição do seu pai, Nonato Aragão (PTC) e Batista Matos que volta ao parlamento.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>