Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Hilton Gonçalo diz que governo não tem políticas públicas para combater a criminalidade no Maranhão

7 de janeiro de 2014 : 07:53

Nos últimos dias o Brasil e o mundo assistiram as cenas de violências que tomaram conta da capital maranhense, ônibus foram incendiados, pessoas foram queimadas, resultando inclusive em morte, como o caso da menina Ana Clara de apenas 6 anos, além de assaltos e homicídios continuam ocorrendo. Tudo isso vem contribuindo para a formação de um clima de insegurança. Diante dessa situação o pré-candidato ao governo do estado, Hilton Gonçalo, alerta que faltam programas de prevenção a violência, ele diz que quando administrou a cidade de Santa Rita, criou o Núcleo de Prevenção e Acidentes (NUPEVA), que permitiu que o município ficasse um ano sem registro de homicídios.

Segundo Hilton Gonçalo a segurança pública, tem que passar por uma mudança importante de referencial. Tem deixado de ser vista como um problema restrito do Estado, das instituições criminais e do direito. O novo referencial têm de ser apontado para uma nova visão da segurança como espaço de participação comunitária (pública mas não apenas estatal), como afeta a outras áreas de governo (social e não apenas criminal), para que todos possam participar da construção de uma cultura de paz.

Espera-se muito, no cenário da segurança pública, que os desafios sejam enfrentados e que novos espaços de participação e de transparência na administração pública sejam enfrentados. Não se trata apenas de aprimorar os mecanismos de detecção do crime e de apreensão de criminosos. No novo cenário das políticas de segurança, trata-se de aprimorar as estratégias preventivas e ampliar o controle social sobre as instituições públicas.

Por isso o NUPEVA desenvolvido em Santa Rita foi tão exitoso, pois não apenas combateu o crime, preveniu. Desenvolveu ações para que pessoas entrassem na criminalidade, além de colocar a guarda municipal como parceira da população. Visitando escolas e comunidades, desenvolvendo atividades, palestras etc.

“O Maranhão precisa desenvolver políticas públicas de combate a violência, não podemos achar o crime como algo normal, resolvendo esses problemas, não assistiremos mais cenas lamentáveis como vimos nos últimos dias”, destacou Hilton Gonçalo.

Tenho uma proposta para tirarmos o Maranhão do caos da violência, iremos implantar os Núcleos de Prevenção de Violência e Acidentes em pontos estratégicos do estado, para disseminar por todas regionais a cultura de paz em nosso estado.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>