Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Simplício cobra fiscalização na aplicação de recursos que serão utilizados em convênios no Maranhão

6 de novembro de 2013 : 14:45
O deputado Simplício Araújo (SDD) criticou a atitude da governadora Roseana Sarney de resolver distribuir convênios com um único propósito: tentar eleger o seu pré-candidato ao governo de 2014, Luís Fernando. “Não houve critério algum para a decisão, o que está em jogo é a sucessão do seu pré-candidato”, reprovou o parlamentar maranhense. Em agosto, a governadora assinou R$ 35 milhões em convênios. Já em setembro e outubro, esse valor quase triplicou, passando para R$ 89,9 milhões. Como as eleições estão próximas, Simplício cobra fiscalização na aplicação desses recursos.
“Distribuir convênios que visa única e exclusivamente seus objetivos eleitoreiros é uma afronta com a população de um estado tão sofrido. Seria louvável, sim, a distribuição desses convênios se o objetivo fosse realmente atender as necessidades da população maranhense, mas infelizmente a governadora não está preocupada com isso”, ressaltou o parlamentar.
Algumas prefeituras são mais beneficiadas que as outras. Caxias e a capital São Luís, por exemplo, foram ignorados porque não são administrados por prefeitos da base do governo estadual. “Fica comprovado o interesse eleitoreiro a partir do momento que o benefício é maior para as prefeituras alinhadas ao grupo”, apontou Simplício.
Enquanto Carutapera recebe R$ 2,3 milhões para fazer pavimentação asfáltica, Peritoró, por exemplo, recebe apenas R$ 527 mil. Os dois municípios possuem em média 22 mil habitantes. A maioria dos convênios é para recuperação de estradas vicinais, modalidade de obra utilizada muitas vezes para desviar recursos públicos.
Os quase R$ 90 milhões em convênios foram feitos com duas secretarias: a de Cidades e Desenvolvimento Urbano, com R$ 64 milhões, e a de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, com R$ 26 milhões. Os convênios da Sedes são, em sua grande maioria, para recuperar as vicinais, e os da Secid para pavimentar ruas na sede e nas zonas rurais dos municípios agraciados.
Simplício defende que o Ministério Público fiscalize as aplicações desses recursos para evitar desvio ou desperdício de dinheiro público, já que as eleições estão próximas, e isso pode virar caixa 2 de campanha eleitoral.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>