Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Ciro Gomes diz que Petrobras está só enrolando e não vai fazer a Refinaria Premium I de Bacabeira

5 de novembro de 2013 : 12:54

Aquiles Emir

Ao proferir palestra a empresários do setor lojista na manhã desta terça-feira (05), no Hotel Luzeiros, em São Luís, o secretário de Saúde do Ceará, Ciro Gomes (PROS), disse que a Petrobras está enrolando o Maranhão e não vai fazer a Refinaria Premium I, no município de Bacabeira, assim como está enrolando o povo cearense e não vai fazer a Premium II, em Fortaleza. Ex-prefeito de Fortaleza, ex-governador do Ceará, ex-ministro da Fazenda e da Integração Nacional e ex-deputado federal, Ciro foi o palestrante do lançamento da campanha Liquida São Luís, promovida pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

Ciro Gomes em palestra em São Luís: “Petrobras está enrolando”


De acordo com o secretário, que é autor de três livros sobre problemas nacionais, além de descapitalizada, a Petrobras está afastando empresas interessadas em tocar os projetos das duas refinarias, como é o caso das chinesas que aceitam construí-las, sem custos para o Brasil, desde que o governo brasileiro fique com 100% do produtos refinados ou então haja partilha meio a meio, mas a estatal brasileira não aceita desta forma de parceria e como não tem dinheiro para tocar os projetos eles vão continuar como estão: apenas na terraplenagem.


Segundo Ciro Gomes, só em renúncia fiscal para baratear os preços de automóveis e eletrodomésticos, o governo brasileiro abriu mão de recursos que dariam para construir as duas refinarias, do Maranhão e do Ceará, mas não fez isto porque segue a cartilha do modo PT de governar, pelo menos no que se refere a esta empresa, já que reconhece muitas outras conquistas nestes últimos dez anos em que os petistas estão no comando da Nação.


Indagado se não acredita na continuidade dos projetos, ele insinuou que em 2014 vai haver muita movimentação nas áreas da Premium I e Premium II, pois afinal de contas é ano de eleição, mas indagou: onde estão as fundações da obras? Onde estão os equipamentos? Onde estão os parceiros econômicos? As duas refinaria foram lançadas em 2010, com a promessa de que estariam prontas no próximo ano, apesar de a avaliação técnica indicar que seriam necessários no mínimo sete anos para construí-las.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>