Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Vereador de São Luís diz estar sofrendo tentativa de extorsão

15 de outubro de 2013 : 08:46
O vereador Manoel Rêgo (PTdoB) diz estar passando por um momento difícil. Ele vem contando a colegas dos parlamentos que nos últimos dias, cabo eleitorais de outros vereadores, começaram a lhe “perseguir e cobrar R$10 mil para calarem a boca”. Parlamentar de primeiro mandato, o presidente municipal do PT do B vem sendo pressionado, segundo ele, a “ajudar” pessoas que ele nunca teve contato.
Manoel Rêgo vem reclamando de extorsão
Manoel que tem reduto eleitoral na região do Coroadinho, diz que continua trabalhando, como sempre nas comunidades que lhe ajudaram a elegê-lo. “Eu me mudei sim, pois morava com minha mãe, agora estou em outra residência, que nem é minha, vivo de aluguel, porém também é próxima da região do Coroadinho”, esclarece.
Visivelmente abalado com a perseguição que vem sofrendo, Manoel Rêgo chegou a publicar em sua página pessoal do Facebook, o que estava ocorrendo, porém temendo represálias, ele decidiu retirar a postagem. “Falei com os vereadores para me ajudarem nessa situação e todos decidiram me apoiar, mas pediram eu evitar citar nomes, para não ganhar grande repercussão”, informa.
Os homens que supostamente estariam “cobrando” o vereador Manoel Rêgo, dizem que caso o pagamento não seja efetuado, eles vão as rádios e jornais impressos informar que o parlamentar não vem trabalhando. “Eles dizem que eu não trabalho, mas tenho uma pasta com todos os requerimentos e indicações que apresentei na Câmara, meu trabalho é muito de comunidade”, retrucou.
De fato a prática é cometida com certa frequência na Câmara Municipal, muitos se dirigem ao parlamento municipal para ficar pedindo “ajudas”, prática essa que é mantida por muitos vereadores e mantém vivo o assistencialismo no legislativo.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>