Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

O trunfo de Eliziane Gama

5 de outubro de 2013 : 09:20
No fim das contas o Rede Sustentabilidade não ter recebido o registro partidário do Tribunal Superior Eleitoral vai acabar sendo extremamente favorável a Eliziane Gama (PPS), pré-candidata ao governo do estado. Praticamente nas mãos de Domingos Dutra, hoje no Solidariedade, o Rede no Maranhão acabaria caminhando para o lado de Flávio Dino (PC do B), podendo deixar a deputada estadual sem o palanque de Marina Silva, porém as coisas se inverteram. Neste sábado  (5) em Brasília, a ex-ministra e ex-senadora pode anunciar a filiação no PPS, e consequentemente sua disputa presidencial pelo partido, o que injetaria uma grande força para a candidatura alternativa.

Eliziane Gama e Marina Silva podem estar juntas em 2014 novamente
Caso seja confirmada o nome de Marina no PPS, Eliziane pode cravar seu nome na disputa ao governo do estado e isso sem depender de aliança com quaisquer outro partido. Uma vez que só o nome da ex-ministra vai ser suficiente para fortalecer o nome da parlamentar no Maranhão, fora o fato que outros partidos indecisos possam vir a apoiar a Eliziane Gama, afinal é praticamente certo que partidos vão formar um bloco de apoio a candidatura de presidente de Marina.
A idealizadora do Rede é um forte trunfo para a presidente do PPS-MA, pelo fato também de Marina já ter uma expressiva votação no estado, segundo pesquisa do Instituto Conceito, realizada entre os 17 e 23 de setembro, ouvindo 1940 eleitores, a ex-ministra tem mais de 17%, número considerado bom para um estado que é dependente do Bolsa Família e programas assistencialistas do PT. Vale lembrar que em 2010 na eleição para presidente, Marina Silva obteve mais de 400 mil votos no estado, o que representa quase 15% dos votos, ou seja, Eliziane pode colar esses votos a sua candidatura, além de ter a possibilidade de crescer essa votação.

Eliziane tem deixado claro nas últimas semanas que não vai fazer parte de nenhuma estratégia política dos dois grupos dominantes no Maranhão, já disse não a uma proposta de Luís Fernando (PMDB) e até agora se mantém distante de Flávio Dino (PC do B), ainda mais agora que ela filiou Igor Lago, filho do ex-governador Jackson Lago, que faz campanha ferrenha contra o candidato comunista.

O destino de Eliziane pode ser definido em Brasília, inclusive ela já está lá, aguardando o posicionamento de Marina Silva e um provável anúncio do PPS que terá candidata própria a presidente. Depois disso a história muda completamente e a deputada estadual vai ganhar mais fôlego, podendo melar os planos das grandes candidaturas postas, que pretendiam polarizar a disputa.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>