Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Presidente do PT diz que já estava “insuportável” a permanência de Bira do Pindaré no partido

29 de setembro de 2013 : 08:48
O deputado estadual Bira do Pindaré tomou uma decisão neste sábado (28), que já era considerada previsível, ele irá deixar o Partido dos Trabalhadores. Mas também não tinha como outro posicionamento ser tomado, após a divulgação da carta do presidente Raimundo Monteiro, que afirmou em trecho “a sua permanência (Bira do Pindaré) na legenda vem se tornando difícil, e mais recentemente insuportável”. 
Durante a semana, Bira tinha protocolado um ofício na direção estadual do PT para saber qual o posicionamento da legenda em relação a sua permanência. Como resposta o deputado estadual leu e passou pelo constrangimento de praticamente ser expulso da sigla, afinal o presidente Raimundo Monteiro deixa claro: “Em razão desses motivos […] Ficando vossa excelência desde já convidado a se desligar do partido”.

Depois dessa não existe mais como o parlamentar permanecer no PT. Diante da saída, existe a necessidade da avaliação de quem perde ou ganha, mas não há dúvidas que a direção estadual acertou, afinal Bira do Pindaré é condenado pelo Tribunal de Contas da União, desde o dia 26 de setembro de 2012, por atos de irregularidade administrativa e desvio de dinheiro público, na época que foi Delegado Regional do Trabalho (DRT-MA) em 2003. Os valores foram subtraídos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Diante dessa situação, Bira pode ser considerado ficha suja e consequentemente inelegível em 2014, portanto ele se tornará um fardo para a próxima legenda que tentar lhe conceder abrigo. Melhor para o PT, que tinha que suportar a presença de um condenado do TCU em suas fileiras.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>