Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Para o governo, agora, Raimundo Cutrim é agiota, grileiro e envolvido em assassinato

27 de setembro de 2013 : 07:49

Na política tudo muda muito rápido, uma prova disso é o deputado estadual Raimundo Cutrim (PC do B), que de secretário de Segurança passou a ser acusado de agiotagem, grilagem e até envolvimento no assassinato do jornalista Décio Sá. Impressionante como nada disse existia na época que ele era da base governista na Assembleia Legislativa.

Raimundo Cutrim durante ato de filiação no PC do B

Chateado com o desprestígio do governo estadual, Cutrim tratou de procurar logo a oposição para garantir sua sobrevivência política e um novo espaço para mostrar sua força. Na ânsia de garamtir a vitória, os oposicionistas não pensaram duas vezes, sem avaliar o prejuízo ou lucro que traria esse apoio, aceitaram e fizeram a maior pompa para a chegada do neocomunista.

Na quinta-feira (26), Raimundo Cutrim recebeu um duro golpe por conta do seu posicionamento, o seu irmão Louro Bill foi expulso do Corpo de Bombeiros, o que lhe deixa vulnerável para possíveis prisões, uma vez que é acusado de envolvimento com tráfico de drogas.

Raimundo Cutrim fez a escolha, agora vai ter que arcar com as consequências, mas ao mesmo passo o governo pode tentar lhe coagir, vale lembrar que o ex-secretário de Segurança sabe de muita coisa e nessa história, quem ficar calado ganha mais.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>